segunda-feira, 12 de maio de 2008

A Ponte

Ficou pronto neste final de semana o mais novo cartão-postal paulistano. Batizada de Octavio Frias de Oliveira, a ponte que liga a Marginal Pinheiros à Av. Roberto Marinho deverá ser útil aos que transitam por aquelas áreas com alguma frequência (apenas carros e motos). Ontem mesmo, no dia das mães, eu vinha pela marginal e desviei meu caminho pra fazer um test-drive na faraônica obra que custou cerca de 260 milhões de reais (quase 50% a mais do que o orçamento inicial) em quase 5 anos de trabalho.

Bizarro, ou não, foi encontrar uma dezena de farofeiros com seus carros estacionados no meio da ponte, sacando algumas fotos e admirando a paisagem do Rio Pinheiros. Meu passeio sobre o piso ondulado em direção à velha Águas Espraiadas durou cerca de 30 segundos. Soube que algumas horas antes houve um evento para celebrar a inauguração, que contou com a presença de políticos como Kassab, Serra e Maluf(!), autoridades e do Padre Marcelo Rossi, entre outros fanfarrões.


Depois parei no estacionamento de um super-mercado e fiz lá meu registro, que ilustra este post. Realmente ela é
iluminada, caótica e poluída como a nossa cidade. Nos resta, com o tempo, mensurar o seu verdadeiro valor. Só espero que seja antes que a frota de automóveis em São Paulo dobre, o que deve acontecer num ano não tão distante.

Mas que ficou bonita, ficou.

2 comentários:

Rafael Moretti disse...

é... ficou bonita pelo menos...
mas basta um acidente em alguma marginal pra inutilizar esses 5 anos e 300 milhões de reais gastos

flw Ney,

Rafael

Peppe disse...

Ley Noco!

De blog novo, bacana tua narrativa a la sarcástica.

ta no favorites aqui.
braxxxx

pepe